Entrevistas e TVs

TV Câmara de SP – Motivos sociais Depressão Mar/17.


TV Record – Relacionamento amoroso / Casamento – Jul/15.


TV SBT – Homofobia Violência a Gays – Jul/13.


TV RedeVida – Melhora no Casamento – Abr/04.


RedeTV. Conflito Conjugal – Mai/13.


Sindicato dos Artistas – Escolha Profissional – Fev/12.


Psicólogo entrevista para tv:

Experiência em entrevistas para a TV, alunos e outros órgãos.

     Psicólogo entrevista para tv: nas entrevistas que concedi para a TV, rádio, jornal, revista, estudantes; bem como participação em programa de auditório, compreendi como é o universo jornalístico. Geralmente eles tem uma demanda de notícia para atender o momento, e é algo muito corrido, geralmente precisam fechar a filmagem um dia antes o no mesmo dia da exibição. Algumas vezes não pude ajudar pois tinha atendimentos que não eram possíveis de remarcar; o que é menos difícil, é quando a solicitação é para uma entrevista ou programa de auditório marcado com dias de antecedência.

     O que sempre me preocupa na entrevista, sobretudo para TV, é a edição. Muito do que é dito é retirado, entendo pois a TV tem uma linguagem rápida; mas muitas vezes é retirado uma grande parte do que foi dito e eu sempre fico com a sensação que as pessoas se privaram de pontos importantes que eu esclareci. Esse é o motivo principal por eu ter começado a fazer vídeos curtos; elejo o assunto que mais surge na clínica e que é pedido informações; escrevo sobre e faço o vídeo com esperança de ajudar. Claro que não sou de todo bonzinho, é algo que me dá prazer fazer.

Psicólogo entrevista para tv –

O papel do jornalista:

   É trabalhoso ser jornalista, matérias onde eles ficaram 1,5 hora só no consultório; com o tempo de arrumarem a iluminação, o som, desmontarem, se exibido (as vezes entra outra matéria urgente); não é compatível ao que o expectador vê em poucos minutos, além disso ele precisa deslocar-se para as entrevistas. Claro que entrevista para rádio, revista e jornal é bem mais fácil. Os jornalistas sempre me trataram bem, enfim todo o pessoal da tv, incluindo câmeras, etc. Para qualquer entrevista que não seja ao vivo, é relativamente tranquilo; precisando de uma pausa, um resposta não boa, é só pedir um tempo e refazer. A dificuldade, é para auditório ao vivo, como no vídeo abaixo, em programa de conflitos familiares; onde os problemas continuavam no palco, ao meu lado, é uma situação tensa, que exige respostas rápidas; administrando o conflito (inclusive nos intervalos), e tentando diminuí-lo.

     Nas entrevistas, ou melhor, nas experiências como entrevistado; o mais importante é ficar a vontade, saber que não vai sair tudo certo, que sempre poderia ser melhor, mas que ajudei as pessoas que assistiram/leram/ouviram; e também ao nobre jornalista, que ajuda o desenvolvimento do nosso país, mostrando a vida e conscientizando as pessoas de diversos assuntos.

 

Emissoras de TV: Cultura, SBT, Globo, Record, RedeTV!, Gazeta, Band

Psicólogo entrevista para tv

Você encontrou essa página, pois procurou por: Psicólogo entrevista para tv.